Cuidar da Profissão -

Cuidar da Profissão
 

Sem Democracia e Igualdade,

Nenhuma PAZ é possível!


proposta
18/07/2013 - 06h22 - Atualizado em 18/07/2013 - 06h22
Chapa Cuidar da Profissão - Brasil(SP)
TAMANHO DA FONTE A- A+
  Curtir  
Saúde Suplementar

 Cuidando de Saúde Suplementar

A Saúde Suplementar no Brasil atende hoje aproximadamente 50 milhões de usuárias(os).

Desde a criação da Agência Nacional de Saúde Suplementar as entidades da Psicologia Brasileira vêm lutando pela inserção de cuidados em Saúde Mental no campo da Saúde Suplementar que garantam a integralidade da atenção - promoção, prevenção e recuperação.
 
São inúmeros os desafios a superar e para avançar neste caminho o MOVIMENTO PRÁ CUIDAR DA PROFISSÃO propõe as seguintes diretrizes de atuação:
 
- Garantia um modelo de cuidado em Saúde Mental adequado as diretrizes da Reforma Psiquiátrica Antimanicomial e as diretrizes da Lei 10.216/2001;
 
- Debate e articulações para que a ANS insira a lógica da prevenção em suas normas sobre o plano de referência mínimo;
 
- Garantia de atenção multiprofissional;
 
- Ampliação da cobertura, até que seja superada a lógica de procedimentos, do número de consulta/sessão com a(o) psicóloga(o) e de sessões de psicoterapia;
 
- Ampliação da abrangência de procedimentos para adequar sua aplicação à abordagem dos procedimentos com cobertura garantida, a exemplo do planejamento familiar, tratamento da obesidade mórbida/cirurgia bariátrica, transplante e quimioterapia - avaliação para doadores e receptores de tecidos e órgãos;
 
- Fortalecimento das Linhas de Cuidado voltadas à Saúde Mental onde seriam inseridos serviços de promoção e prevenção à saúde para diversos tipos de agravos, fatores de risco, tais como alimentação inadequada, obesidade, sedentarismo, consumo de álcool e tabagismo e de todas as fases da vida (crianças, adolescentes, adultos, idosos);
 
- Articulação com o legislativo para alteração da lei que exige encaminhamento médico, pois esta se coloca contra a autonomia da(o) usuária(o), impedindo que este possa ir direto ao tipo de serviço de saúde que necessita, e contra a autonomia da(o) profissional de Saúde, que fica dependente de guias médicas indicando a necessidade de atenção psicológica.


Curtir





    Assunto(s) Relacionado(s)

10/08/2013 - Psicologia na Educação
03/08/2013 - Região Centro-Oeste
31/07/2013 - Esporte
28/07/2013 - Redes de Atenção Psicossocial - RAPS
28/07/2013 - Região Norte
27/07/2013 - Região Nordeste
24/07/2013 - Psicologia Organizacional e do Trabalho
23/07/2013 - Região Sudeste
23/07/2013 - Pra CUIDAR da Ampliação de Psicólogas(os) nas Políticas Públicas
23/07/2013 - A Ética Profissional no Contexto da Justiça
23/07/2013 - Região Nordeste
23/07/2013 - Região Sul
21/07/2013 - Saúde Mental
21/07/2013 - Participação da Psicologia nas Lutas Sociais
21/07/2013 - Psicologia e Assistência Social
18/07/2013 - Psicologia e Práticas Públicas
18/07/2013 - Saúde Suplementar
18/07/2013 - Participação Social
18/07/2013 - Mobilidade Humana
 

Criação - Desenvolvimento - Hospedagem - Atitude1.com.br