Cuidar da Profissão -

Cuidar da Profissão
 

Sem Democracia e Igualdade,

Nenhuma PAZ é possível!


proposta
23/07/2013 - 18h00 - Atualizado em 12/08/2013 - 08h13
Chapa Cuidar da Profissão - Brasil(SP)
TAMANHO DA FONTE A- A+
  Curtir  
Região Sul

 Para CUIDAR da Região Sul

A Região Sul do Brasil, formada pelos Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, possui uma concentração de cursos de graduação e programas de pós graduação em Psicologia, reconhecidos nacionalmente. Embora com grande avanço em diversas áreas de estudos da Psicologia e formas de intervenção que acompanham as demandas atuais, pode ser observado na região um largo estabelecimento de práticas que envolvem a Psicologia de modo conservador, na contramão do que vem sendo perspectiva do no campo da produção de conhecimento científico articulado aos direitos sociais.

Nessa perspectiva, faz-se necessária a visibilidade para as práticas de tratamento a usuárias(os) abusivos de álcool e outras drogas, que têm ocorrido, sobretudo por meio da internação e do isolamento, e organizada à margem dos direcionamentos das políticas públicas de Saúde. Assim, cabe refletir sobre o impacto que o isolamento social e o regime de internação têm gerado aos sujeitos que se encontram nessa condição em Comunidades Terapêuticas. E fica a questão: como é possível construir e ampliar propostas substitutivas ao isolamento para as pessoas que fazem uso abusivo de álcool e outras drogas?

Em direção convergente a este desafio, está a escalada do número de crianças e jovens encaminhadas(os) para serem medicadas(os) em função do seu comportamento frente ao processo de escolarização e problemas da vida cotidiana, que são tratados como problemas orgânicos. Cabe a reflexão sobre a medicalização da infância e da adolescência, que tem ocorrido nos espaços educativos, nos espaços de saúde, nos espaços da vida cotidiana da Região. 

Pensar, dialogar e construir a partir de problemáticas vivenciadas tem sido um caminho interessante e necessário para a Psicologia, e esta pode ser uma contribuição importante de nossa região para a Psicologia brasileira. Este é um caminho possível para que possamos pautar a atuação em Psicologia buscando sempre o melhor atendimento à população com o compromisso ético e técnico necessário para que tenhamos uma sociedade melhor.

 

Outra situação na qual a Região Sul pode contribuir refere-se à atuação frente à problemática das emergências e dos desastres. Ao invés de patologizar, nós, psicólogas(os), temos procurado nas Emergências e nos Desastres ocorridos em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul, efetivar práticas promotoras de cidadania, resiliência e autonomia. Em função disso, propomos contribuir com a problematização dessas situações para o cenário nacional, via um diálogo crítico que faça avançar ainda mais o campo de intervenções que nós, psicólogas(os), temos estabelecido.

 

SEM DEMOCRACIA E IGUALDADE, NENHUMA PAZ É POSSÍVEL!



Curtir





    Assunto(s) Relacionado(s)

10/08/2013 - Psicologia na Educação
03/08/2013 - Região Centro-Oeste
31/07/2013 - Esporte
28/07/2013 - Redes de Atenção Psicossocial - RAPS
28/07/2013 - Região Norte
27/07/2013 - Região Nordeste
24/07/2013 - Psicologia Organizacional e do Trabalho
23/07/2013 - Região Sudeste
23/07/2013 - Pra CUIDAR da Ampliação de Psicólogas(os) nas Políticas Públicas
23/07/2013 - A Ética Profissional no Contexto da Justiça
23/07/2013 - Região Nordeste
23/07/2013 - Região Sul
21/07/2013 - Saúde Mental
21/07/2013 - Participação da Psicologia nas Lutas Sociais
21/07/2013 - Psicologia e Assistência Social
18/07/2013 - Psicologia e Práticas Públicas
18/07/2013 - Saúde Suplementar
18/07/2013 - Participação Social
18/07/2013 - Mobilidade Humana
 

Criação - Desenvolvimento - Hospedagem - Atitude1.com.br